BLOCKCHAIN MUDA O FUTURO DA ARTE

BLOCKCHAIN MUDA O FUTURO DA ARTE

blockchain

A internet trouxe muitas mudanças para o mundo e com elas o impacto direto em muitos setores, entre eles o da cultura, das artes. Essa nova revolução, que não tem mais de 50 anos já está em outra etapa de mudanças graças ao BLOCKCHAIN, uma tecnologia que permite a transação de valores de forma inteligente e segura na internet.

Mas não são somente as transações econômicas das moedas digitais como o Bitcoin, Ethereum e outras. As transações de valores favorecidas pelo blockchain elimina atravessadores e consegue em um único arquivo, distribuído de forma criptografada para milhares de computadores da rede em todo o mundo, salvar e registrar informações em bancos de dados conectados e ao mesmo tempo independentes. Isso evita o ataque de hackers e torna quase impossível a mudança destas informações, tornando os dados altamente confiáveis.

As possiblidades do blockchain são imensas. Transferir e guardar valores em uma conta, permitindo compras pela internet com muito mais segurança. Votações eletrônicas confiáveis e sem possibilidade de fraudes. Registro e guarda de documentos, imagens, relatórios etc. Fala-se, inclusive, que irá substituir os cartórios. Esse sistema já é, em muitos países, oficializado.

BLOCKCHAIN NA ÁREA DA CRIATIVA

Para a área criativa as possibilidades são imensas e poderão inclusive combater a pirataria, plágio, roubo de obras de arte e outras ações contra o direito autoral e a propriedade artística e intelectual.

O mercado das artes plásticas, das obras de arte, já está tendo um ganho substancial. Num relatório do Instituto Especialistas em Belas Artes (FAEI), em Genebra, de 2014, apontou que 50% das obras de artes examinadas foram forjadas ou atribuídas a outros artistas incorretamente. Essa nova tecnologia poderá mudar isso com uma lista mundial única, e com precisão de detalhes sobre cada obra, que não poderá ser corrompido.

Inclusive todo o acompanhamento da obra como sua venda, restauro, mudanças de locais etc. poderão ser rastreado pelo sistema. Sabendo que na arte o importante é saber se a obra é original e real, se é legalizada e se pode ser vendida e comprada pelas pessoas envolvidas, essa nova ferramenta poderá resolver todas as questões de segurança.

Ao garantir os aspectos autorais, gerar transparência nas vendas e na propriedade das obras o blockchain chega para resolver diversos problemas do setor. Segundo estudo da Wintergreen Research, respeitada empresa americana de pesquisa de mercado, as previsões para transações com blockchain até 2024 supera a cada dos 60 bilhões de dólares.

O QUE MAIS O BLOCKCHAIN ​​AJUDA O SETOR DE ARTE?

Música, cinema, teatro, obras de arte, mercado editorial e tantas outras áreas da cultura, da economia criativa, das artes serão revolucionadas num futuro não muito distante. A tecnologia elimina intermediários e pode render mais negócios. O artista passa a ter mais controle sobre sua propriedade intelectual.

Na área musical também tem se criado soluções, já que atualmente são mais de 5 milhões de músicas jogadas diariamente na internet. Só no Spotify são mais de 40 milhões de músicas segundo os últimos dados. Das soluções criadas existe a Open Music Inititive que dá aos autores o controle do trabalho e da fiscalização. Tendo ainda a possibilidade de contratos inteligentes onde o artista pode vender sua composição com segurança e rastreabilidade da aplicação. Ferramenta já usada pela Berklee College of Music e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Já temos no Brasil algumas iniciativas entre elas o MyWritesBr, lançada em março de 2019, que é uma Plataforma online que usa tecnologia Blockchain. A MyWrites.co torna gratuito o registro de direito autoral para escritores, compositores, letristas e poetas.

No mercado internacional a Maecenas Fine Art, é pioneira dos leilões de arte via blockchain. Na plataforma, os vendedores fazem um inventário de suas obras e os investidores podem comprá-los em fragmentos, diminuindo o custo da operação. Não há intermediários, algo que só é possível com a transparência, rastreabilidade e velocidade do blockchain.

Serviços de blockchain estão também sendo usados na venda de ingressos o que reduz fraudes e especulações. Os tickets têm registro exclusivo e permite que somente os compradores autorizados sejam responsáveis por ele. Somente os autorizados podem vender e somente os compradores autenticados podem utilizar dos mesmos. Evita duplicidades, roubos e cambistas.  

PROTEÇÃO AOS DIREITOS AUTORAIS E INTELECTUAIS

Blockchain uma ferramenta tecnológica de ampla utilização para a área de direitos autorais. O poder do armazenamento, a segurança do conteúdo e a possibilidade de rastreamento a tornam uma das melhores soluções atualmente.

Só em 2017 foram mais de 300 milhões de visitas comprovadas em sites de conteúdo pirateado. Um aumento crescente em mais de 2% ao ano segundo um estudo da empresa londrina Muso.

A Baidu e a Kodak, por exemplo, já estão trabalhando com o blockchain para proteger a propriedade intelectual de fotografias. É possível criar um arquivo criptografado da própria foto ou de um arquivo com a foto mais a descrição dos direitos de propriedades e outros detalhes.

O futuro já está redefinindo sua estrutura. Basta agora você entender mais e analisar como poderá se beneficiar desta nova tecnologia em suas produções, para proteger suas obras intelectuais, para garantir suas transações e contratos. Vamos aprender a usar com inteligência as novas tecnologias.

Se gostou curta, comente e principalmente compartilhe pois conhecimento tem que circular. Até a próxima.

Deixe uma resposta

Fechar Menu